Tendência: Mobile Commerce

Sabemos que as tecnologias estão cada vez mais móveis e os hábitos das pessoas acompanham essa evolução. Com a criação de smartphones e tablets cada vez mais modernos, o acesso às redes sociais e outros serviços pode ser feito de qualquer lugar.

E é nesse cenário “sem fronteiras” que surge a necessidade de, além dos acessos já disponíveis, comprar pela internet móvel. A forma de se comprar utilizando dispositivos móveis é chamada de Mobile Commerce ou M-commerce.

Segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, no primeiro semestre de 2012, as compras feitas através desses dispositivos, movimentaram cerca de R$ 132 milhões de reais.

O Mobile Commerce começou a se tornar habitual, com aplicativos para celular e jogos.
Os usuários podem procurar suas músicas, aplicativos e jogos favoritos que são compatíveis com seu dispositivo portátil.

Uma ótima forma de aumentar os negócios de uma empresa que tem presença na web, é pensar em métodos para aplicar a loja de forma on-line, que seja compatível a esses dispositivos.

Mas na hora de “migrar” para os dispositivos móveis, é preciso se atentar na forma de mobile marketing a ser utilizada.

Site móvel ou App?

Geralmente, a primeira pergunta a se fazer é: Site móvel ou aplicativo? Qual o preferido dos usuários?

Uma pesquisa feita em março deste ano aponta que a popularidade de sites moveis é um pouco maior do que a de apps. Porém mais de um terço dos consumidores apontaram como insatisfatória a navegação nesses sites. Dentre os fatores que mais “irritam” o usuário estão: lentidão, necessidade de terem que mudar a posição do aparelho e o tamanho muito pequeno dos links.

É aí que os apps ganham a preferência, são mais fáceis de mexer e o usuário não precisa de tanta “paciência”, mas, em contrapartida, os aplicativos tem que obrigatoriamente serem inseridos em uma “loja” como por exemplo o iTunes. Você será mais um e um milhão.

Talvez a melhor alternativa seja apostar nas duas opções. Daí a pergunta passa a ser outra: qual dos dois modelos terá prioridade? Nesse caso é preciso avaliar o público que deseja atingir e qual o objetivo do desenvolvimento. Audiência ou usuários?

Porque investir em internet móvel?

Se você ainda não vê motivos para investir nesse setor, veja alguns motivos que vão te “encorajar”.

- Tenha sua loja disponível sempre e onde seus clientes quiserem
- Ter um aplicativo é um bom diferencial ao seus concorrentes
- Aproveite o avanço da tecnologia em aparelhos móveis
- A velocidade da conexão voltada para dispositivos móveis está aumentando.

Diante dessa tendência e de todo crescimento na área mobile, é preciso pensar em investimentos no setor. Mas, antes de qualquer coisa, analisar as possibilidades e objetivos é imprescindível para um bom resultado.





Colunista

Mauro Faccioni Filho

O Prof. Mauro Faccioni Filho, Dr.Eng.,  é colunista na ABRAWEB, e há mais de 10 anos é Coordenador dos cursos, na Unisul Virtual, de Sistemas para Internet (Graduação); Datacenter: Projeto, Operação e Serviços (Pós Graduação) e Design de Produto na Era Digital (Pós Graduação).  É consultor em tecnologia e líder do Grupo de Pesquisa em Sistemas Complexos - SISPLEX - na Unisul.



Mais artigos sobre negócios web

ABRAWEB - Associação Brasileira de Profissionais de Internet | Av. Queiroz Filho, 1700 bl C, sl 411 - Vila Hamburguesa - São Paulo - SP CEP 05319-000 | CNPJ 05037868/0001-80 tel. 11 2368-2445