Web designers e um outro olhar para Templates e Assistentes de Criação de páginas

Entendo a revolta do web designer ao ver, principalmente nos serviços de hospedagem, Assistente de Criação de página induzindo o cliente a criar sua própria página. Será que estas ferramentas com seus layouts pré-fabricados substituirão os web designers?

O Assistente de Criação geralmente é muito simples e ajuda o usuário comum de Internet a desenvolver sua própria página. Assim são montados, hoje, os famosos Fotologs, Blogs, e páginas em serviços como Geocities, Kit.Net, hpG, Locaweb e bpG e-commerce. Neste, o cliente final consegue montar sua loja virtual sem entender uma linha de programação ou design para web.

A pergunta é relevante se você olha com simplicidade, a mesma que faz o assistente funcionar. Mas a resposta é que Web Designers e desenvolvedores precisam ver isso como mais uma tendência na Internet, não como um risco para sua profissão.

Mais uma vez é preciso ser criativo e inteligente para se adaptar a evolução. Olhar as mudanças com bons olhos. Sobrevive o que oferece seu serviço a empresas, mostrando o quanto é mais vantajoso ter um site personalizado, feito especialmente para elas, com funcionalidades, cores, formas e identidade. Este sim é o grande negócio da profissão.

Além do que, isso é mais uma oportunidade de trabalho, do que concorrência. Web designers têm mais esta abertura no mercado, uma nova área: desenvolvimento de templates "coringa" para portais ou mesmo, criação um negócio com esta finalidade. O web designer tem uma função muito importante na Internet, em comunicação e novas linguagens visuais. O Assistente nasce disso e não o substitui.

Mesmo sites famosos por destacar o trabalho do web designer e divulgar bons websites, como o www.coolhomepages.com, já têm a seção com os templates à venda.

Um site ou loja feitos pela primeira vez através de uma ferramenta pronta, ajuda o iniciante a se aproximar do “monstro Internet”. Descobre que é simples e procura meios de melhorar sua nova criação. Com um novo interesse, as exigências crescem e com elas, a complexidade. A saída é buscar um profissional para colaborar. Mais uma vez, o web designer é quem ganha com isso.

É importante valorizar o próprio trabalho e ressaltar para os clientes que, se a empresa usa um template, ele pode ser usado por qualquer outro. Esta é a imagem que ela vai vender na Internet? De uma empresa como qualquer outra?

Facilitar o acesso à Internet e ajudar mais e mais pessoas - as que ainda não têm experiência, tempo ou recursos financeiros - a conquistar seu espaço na Internet, através de um Assistente de Criação, por exemplo; é legal, é solidário e quase uma obrigação de quem trabalha com Internet no Brasil. Já que em relação à população do país, somos: poucos, raros e privilegiados seres conectados.



Colunista

Stela Garcia

Stela Garcia, jornalista, formada pela Cásper Libero (1998).
Experiência com redação web, redação para jornais, revistas e folders corporativos.
Uma das associadas fundadora é colunista e diretora de comunicação na ABRAWEB – Associação Brasileira de Profissionais de Internet. Ministrou aula em Faculdade e Universidade, como Faculdade Sumaré e Anhembi Morumbi, aplicando matérias como: marketing digital e redação web. Entre outras experiências com negócios web, trabalhou para o hpG, iG e XPG sempre atuando em comunicação, marketing ou no relacionamento com empresas e sites.



Mais artigos sobre web design

ABRAWEB - Associação Brasileira de Profissionais de Internet | Av. Queiroz Filho, 1700 bl C, sl 411 - Vila Hamburguesa - São Paulo - SP CEP 05319-000 | CNPJ 05037868/0001-80 tel. 11 2368-2445